Auxílio Brasil: pagamento de setembro é feito a partir de hoje.

O pagamento do Auxílio Brasil seguirá o cronograma tradicional no mês de setembro. Os beneficiários começam a receber os depósitos a partir desta segunda-feira (19). De acordo com o calendário do governo, o dinheiro irá cair nas contas dos beneficiários até sexta-feira (30). Veja abaixo as datas:

Em agosto, o governo antecipou o calendário do Auxílio Brasil. Os pagamentos foram feitos entre os dias 9 e 22. O Auxílio Brasil é pago de acordo com o dígito final do NIS (Número de Identificação Social) do beneficiário. Até dezembro deste ano, o pagamento será a partir de R$ 600, de acordo com a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) aprovada no Congresso.

Calendário do pagamento em setembro.

Final de NIS 1 – 19/9

Final de NIS 2 – 20/9

Final de NIS 3 – 21/9

Final de NIS 4 – 22/9

Final de NIS 5 – 23/9

Final de NIS 6 – 26/9

Final de NIS 7 – 27/9

Final de NIS 8 – 28/9

Final de NIS 9 – 29/9

Final de NIS 0 – 30/9.

Calendário completo de pagamento.

NIS de final 1

19 de setembro

18 de outubro

17 de novembro

12 de dezembro.

NIS de final 2

20 de setembro

19 de outubro

18 de novembro

13 de dezembro.

NIS de final 3

21 de setembro

20 de outubro

21 de novembro

14 de dezembro

NIS de final 4

22 de setembro

21 de outubro

22 de novembro

15 de dezembro.

NIS de final 5

23 de setembro

24 de outubro

23 de novembro

16 de dezembro

NIS de final 6

26 de setembro

25 de outubro

24 de novembro

19 de dezembro

NIS de final 7

27 de setembro

26 de outubro

25 de novembro

20 de dezembro.

NIS de final 8

28 de setembro

27 de outubro

28 de novembro

21 de dezembro

NIS de final 9

29 de setembro

28 de outubro

29 de novembro

22 de dezembro

NIS de final 0

30 de setembro

31 de outubro

30 de novembro

23 de dezembro.

Bolsonaro indica que quer manter novo valor em 2023

O presidente Jair Bolsonaro (PL) indicou no sábado (23) que o valor de R$ 600 do Auxílio Brasil pode ser mantido em 2023. “Botamos um ponto final no Bolsa Família, que pagava em média R$ 190 e hoje paga R$ 600. Conseguimos isso dentro da responsabilidade fiscal, entre outras coisas, não roubando. Temos como manter esse valor para o ano que vem também”.

O programa Auxílio Brasil foi criado para substituir o Bolsa Família, com um valor de R$ 400 por mês. O governo, no entanto, decidiu aumentar o benefício para R$ 600 a poucos meses das eleições. Mas a ampliação, até então, tinha prazo de validade até 31 de dezembro.

Se mantido o valor de R$ 600, o impacto seria de mais de R$ 50 bilhões e reduziria muito o espaço para outras despesas, como investimentos e custeio da máquina pública.

Do UOL