Concurso do INSS: começam nesta sexta as inscrições para 1.000 vagas

Vagas são para o cargo de técnico do seguro social, que exige nível médio de escolaridade. O salário é de R$ 5.905,79.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) abre nesta sexta-feira (16) as inscrições do concurso público para 1.000 vagas de técnico do seguro social.

O cargo de técnico do seguro social do INSS exige nível médio de escolaridade. O salário é de R$ 5.905,79.

Do total de vagas, 5% são destinadas a pessoas com deficiência (90) e 20% a pessoas negras (202).

As inscrições começam às 10h desta sexta-feira (16) e podem ser feitas até as 18h de 3 de outubro (dia seguinte ao primeiro turno das eleições) pelo site https://www.cebraspe.org.br/concursos/inss_22. A taxa é de R$ 85, que poderá ser paga até o dia 21 de outubro.

Poderão pedir isenção total do valor da taxa de inscrição os candidatos com cadastro atualizado no Cadastro Único (CadÚnico) ou que sejam doadores de medula óssea reconhecidos pelo Ministério da Saúde. As condições e os procedimentos de inscrição nesses casos estão especificadas no edital, no tópico 6.4.8. O prazo de inscrição para esse grupo é o mesmo de quem tem condições de pagar a taxa.

Os aprovados serão convocados, de acordo com a classificação, para trabalhar nas 1.598 agências da Previdência Social espalhadas pelo país. Ou seja, eles serão lotados em qualquer agência pertencente à gerência executiva do INSS à qual optou por concorrer.

Entre as atividades que serão executadas pelos técnicos estão o atendimento ao público, orientação, informação e conscientização previdenciária e ações relacionadas ao reconhecimento de direitos previdenciários.

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, prevê que o número de inscritos no concurso chegue a 1,5 milhão de pessoas.

Locais das vagas

As vagas são para as seguintes 97 gerências executivas localizadas em todas as unidades da Federação:

Provas e curso de formação

O concurso terá provas objetivas e curso de formação. As provas objetivas terão duração de 3h30 e serão realizadas em 27 de novembro nas cidades das 97 gerências executivas listadas acima.

O candidato realizará a prova na cidade onde está localizada a gerência executiva do INSS por ele escolhida no momento da inscrição.

No caso da região ABCD e Vale do Paraíba, em São Paulo, as cidades de aplicação das provas serão, respectivamente, Santo André e Taubaté.

O INSS foi autorizado a reduzir o prazo entre o lançamento do edital e a prova objetiva do concurso público. O prazo foi reduzido para dois meses, ou seja, os candidatos terão menos tempo para se preparar para o teste após tomarem conhecimento do conteúdo programático.

A prova objetiva terá conhecimentos básicos com as disciplinas de Língua Portuguesa, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Noções de Informática e Raciocínio Lógico-Matemático. E conhecimentos específicos para temas relacionados a benefícios previdenciários e legislação previdenciária.

O curso de formação será realizado em turmas e está vinculado à ordem de classificação dos candidatos aprovados na primeira etapa do concurso. Assim, serão convocados para a matrícula no curso os candidatos classificados nas provas objetivas dentro das 1.000 vagas previstas no edital.

Por Marta Cavallini, g1