Novo superintendente quer ampliação de salas de cirurgia do HC de Ribeirão Preto, SP, para zerar fila eletiva

Ricardo de Carvalho Cavalli diz que demanda represada pela pandemia é um dos temas a serem abordados com a Secretaria da Saúde de São Paulo. Ele assumiu cargo na última semana.

O novo superintendente do Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto (SP), Ricardo de Carvalho Cavalli, disse nesta segunda-feira (16) que um dos objetivos de sua gestão é ampliar a quantidade de salas de cirurgia para zerar a fila de procedimentos eletivos.

Segundo o superintendente, a demanda foi represada pela pandemia de Covid-19 e é um dos temas a serem abordados com a Secretaria da Saúde de São Paulo (SP). O número de procedimentos represados na unidade, porém, não foi informado.

“Ampliar salas de cirurgias significa tentar ajudar o governo do estado a zerar fila cirúrgica eletiva. Existe uma fila principalmente por causa da pandemia. Temos uma fila cirúrgica na nossa regional, e o hospital vai estar envolvido”, contou o superintendente.”

Cavalli assumiu o cargo deixado por Benedito Carlos Maciel, que ficou oito anos na função e não pôde se reeleger pela terceira vez. A mudança foi publicada na edição de quinta-feira (12) do Diário Oficial de São Paulo.

Outras demandas

O superintendente explicou que, embora o Departamento Regional de Saúde (DRS) XIII, que engloba a região de Ribeirão Preto, não tenha fila para atendimento oncológico, a regional pode receber pacientes de outros departamentos com demanda represada.

“Uma das metas do governo do estado é colocar todos os pacientes que estão com o diagnóstico oncológico para dentro do tratamento. Nossa DRS está em dia com essa demanda. Mas o estado tem uma demanda de 1,6 mil casos de oncologia. Vamos olhar junto à secretaria onde estão esses casos e, se nosso hospital puder ajudar a regional de saúde, vamos fazer isso também”, pontuou.

Outros objetivos, de acordo com Ricardo Cavalli, é investir na melhoria da infraestrutura e implementar novas tecnologias no HC.

“Vamos trabalhar sempre melhorando a estrutura, trazendo diagnósticos e levando processos de trabalho para melhoria de fluxo. Vamos levar essa demanda à secretaria”, finalizou.