USP é 2ª melhor universidade da América Latina e lidera na produção de pesquisas, mostra ranking internacional

Unicamp e UFRJ também aparecem no Top 10 da região e subiram de posição em comparação com a última lista. Brasil é destaque ainda no grande número de funcionários de alta qualidade.

A Universidade de São Paulo (USPse manteve como a 2ª melhor da América Latina no ranking internacional da QS Quacquarelli Symonds, empresa de análise do ensino superior. A lista divulgada nesta quinta-feira (22) traz a Pontifícia Universidad Católica de Chile (UC) na primeira colocação.

A USP também é a maior produtora de pesquisas da América Latina e se destaca no indicador de Artigos/Corpo Docente. Obteve pontuações máximas nos indicadores de Pesquisa Internacional e Perfil Online e se firmou como a segunda melhor universidade da região.

Além da USP, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) também aparecem entre as 10 melhores: em 5º e 8º lugares, respectivamente.

Já a Universidade de São Paulo se destaca por altas pontuações em 4 das 8 métricas da QS, mais do que qualquer outra universidade do continente.

No indicador que avalia a reputação acadêmica das instituições, a USP atingiu a pontuação máxima de 100 pontos, reforçando que é bem percebida por acadêmicos ao redor do mundo.

Mas a universidade é prejudicada por uma capacidade de ensino relativamente baixa, de acordo com o indicador Corpo Docente/Aluno, em que pontuou 43,2 em 100.